COMPOSITORES

felipe_editado.jpg
  • Facebook
  • Instagram

FELIPE BARBOSA

Nascido na cidade de Bom Jardim, Pernambuco, em 18 de dezembro de 1974, FELIPE ADELINO BARBOSA é Sub Tenente da Banda de Música da Polícia Militar de Pernambuco, onde atua como saxofonista, arranjador e compositor, é, há 19 anos, diretor musical, regente, tecladista e arranjador do Octeto Orquestra (orquestra de baile) da cidade de Bom Jardim, é pós-graduado, nível de Especialização em Educação Musical pelo Claretiano - Centro Universitário e é acadêmico de Licenciatura em Música pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

 

Iniciou sua formação musical na banda do Grêmio Lítero Musical Bonjardinense, em 1988, tendo como professor o maestro Lula Barbosa. Na banda do Grêmio tocou Clarinete, Sax Alto, Requinta e Sax Tenor.

 

Entre os anos de 2005 a 2012 participou, como saxofonista, da gravação os volumes 7, 8, 9, 10, 11 e 12 do cd “O Tema é Frevo”, sob a produção executiva de Hugo Martins, em um projeto que envolveu o Centro de Música Carnavalesca de Pernambuco (CEMCAPE) e a Banda da PMPE. Em 2015, participou da Oficina de Regência do Projeto Bandas de PE do Conservatório Pernambucano de Música, com o professor Sandoval Moreno, professor da UFPB e em 2019 participou do MasterClass de regência durante o 1º Encontro Bonjardinense de Música, ministrado pelo professor Sérgio Dias, professor da UFPE e regente da Orquestra da Universidade. Participou da gravação do DVD Natal Sanfonado, um projeto beneficente que envolveu produtores e artistas pernambucanos e a banda da PMPE, sob a produção executiva de Júlio Leal. Nesse projeto fez os arranjos das canções “Noite Feliz”, interpretada por Nádia Maia, “O Natal Existe”, interpretada por Roberto Cruz e “Homem de Nazaré”, interpretada por Dudu do Acordeon.

Em dezembro de 2015, teve seu arranjo de Madeira que cupim não rói, de Capiba, incluído no programa do concerto Della Banda “BonaventuraSomma”, na Itália, dirigido pelo maestro Paolo Scatena, com a interpretação do balé OvunqueBallando.